*Por Isis Vasques, diretora executiva da Agência Ecco

É provável que você já tenha visto alguma página de empresa ou influenciador nas redes sociais promovendo sorteios. Geralmente, o post pede que a pessoa curta e/ou siga o perfil e marque algum amigo também. Apesar de parecer uma estratégia prática, ela está fora das normas estabelecidas pelo Ministério da Fazenda.

Concursos e promoções são processos que podem parecer simples aos olhos do consumidor, mas que exigem uma longa e cuidadosa preparação. São procedimentos que começam bem antes do início da ação em si, com um amplo planejamento, formatação da estrutura jurídica e operacional, e se segue por um tempo após o final da ação, com a etapa de prestação de contas.

Muitas empresas realizam essas ações constantemente, tanto em mídias sociais quanto em outros meios, provavelmente por desconhecerem a legislação, e, outras, de forma consciente, para evitarem todo o processo burocrático. Mas, com isso, estão correndo riscos que vão desde multas, proibições e, o pior deles: prejudicar a imagem da marca.

Falando especificamente de sorteios, devem ser emitidos e distribuídos elementos sorteáveis numerados em séries (no máximo cem mil números), definindo os ganhadores com base na combinação desses algarismos ou nos resultados da extração da Loteria Federal.

Ou seja, o uso de aplicativos como Sorteie-me, entre outros, não são válidos perante a legislação.

A empresa que realiza distribuição gratuita de prêmios sem autorização ou que não cumpra o regulamento aprovado fica sujeita à cassação da autorização, e pode ser proibida de realizar esse tipo de distribuição pelo prazo de até dois anos, além de multa de até 100% do valor total dos prêmios.

O participante, por outro lado, não terá problemas legais ao participar dessas ações. Entretanto, o grande ponto está na segurança de seus dados. Ele pode estar colocando informações importantes como CPF, endereço e RG, sem saber quem terá acesso a elas ou o que será feito com seus dados. Outro fator é que não há garantias de que o participante irá receber o prêmio e qual a veracidade da apuração.

Por mais que qualquer pessoa possa fazer o processo, é fortemente recomendado que haja acompanhamento de uma equipe jurídica especializada, assim como de uma agência de publicidade, conhecedoras das regras, já que todo o processo de desenvolvimento da comunicação e ferramentas de participação devem seguir as regulamentações.

No geral, para qualquer promoção, basta verificar se existe um regulamento disponível e se há o número do certificado de autorização da Secretaria de Acompanhamento Fiscal, Energia e Loteria (SEFEL) – ele também deve estar visível aos leitores.

 

Produzir conteúdo de qualidade ainda é o recurso mais eficaz para gerar autoridade para a sua empresa. A produção de conteúdo mostra que você está conectado aos temas atuais, tem conhecimento sobre o seu segmento e se preocupa com o público.

Ao escrever um artigo no LinkedIn ou em um blog, você envolve os leitores numa narrativa gradual, oferecendo conteúdo interessante, tirando dúvidas e realizando uma troca de informações para, posteriormente, propor a compra de um produto ou serviço.

Essa é uma maneira mais aprofundada de se aproximar do público que gera um fluxo de acessos às suas páginas, cria interesse por seus produtos e capta leads.

Aqui na Ecco nós utilizamos essa estratégia e produzimos artigos para diversos clientes, entre eles a activas Brasil e a Múltiplo Seguros.

Quer criar conteúdo de qualidade para a sua empresa também? Entre em contato com a gente!

 

A transformação digital muda os hábitos de consumo das pessoas. O uso da tecnologia tem oferecido soluções para melhorar desempenho, ampliar alcance e otimizar resultados. Para isso, é necessário aplicar essa evolução na gestão dos negócios, principalmente nas operações de comunicação e marketing das empresas.

Para auxiliar as marcas a garantir esse sucesso, nosso diretor executivo, Carlos Costa, elenca tendências e soluções de marketing que já provaram ser sucesso em 2021 — até agora.

O artigo foi publicado no Índices Bovespa e no Canaltech.

 

Quando o digital passou a fazer parte das estratégias de comunicação, a regra era simplesmente reproduzir o conteúdo off-line. Logo, percebemos que isso não dava certo e que este novo ambiente pedia estratégias e linguagens próprias. Marshall McLuhan já dizia: “o meio é a mensagem”.

A partir daí, vivenciamos descobertas quase que diárias sobre as melhores formas de nos comunicar com o público. São mudanças constantes e cada vez mais rápidas.

Hoje, é impossível falar de comunicação on-line sem redes sociais, mas é claro que também existe uma pegadinha aí: nem todas elas funcionam da mesma maneira, nem atraem o mesmo público.

Diferentes, mas conectadas

Apesar de serem diferentes, estão sempre extremamente conectadas. Por isso, nas nossas estratégias de comunicação levamos em conta quais são as melhores maneiras de abordar conteúdos relevantes para cada um dos nossos clientes.

Para a activas, distribuidora de resinas termoplásticas, investimos em artigos do LinkedIn e e-books. Mas também adaptamos esses temas e abordagens para Facebook e Instagram, buscando atingir um público mais amplo.

Já para a Toke e Crie, marca de produtos de artesanato, realizamos uma divulgação pesada nos stories do Instagram, compartilhamos vídeos de passo a passo no IGTV e no Facebook, além de promover lives no YouTube.

Nas estratégias de CiS, uni-ball, STABILO e Capricho criamos conteúdos complementares com enfoques diferentes: enquanto no Instagram, Facebook e Twitter utilizamos uma abordagem comercial, no TikTok temos como objetivo engajamento, proximidade e identificação com os seguidores.

Cada rede atinge um grupo de pessoas específico e nem todas são recomendadas para todos os negócios. É por isso que, no momento de realizar o seu planejamento, nós levamos em conta todos os aspectos da sua marca e do seu público-alvo.

E aí, sua mensagem está alinhada ao meio?

 

Apostar em novas ferramentas é fundamental para atingir um público maior e engajar os que já são fiéis, sugere especialista.

Difícil encontrar alguém que não utilize alguma rede social atualmente. O Instagram, plataforma que completou 10 anos em outubro, divulgou alguns dados oficiais e mostrou que é a 5ª rede social mais popular do mundo, com 1 bilhão de usuários ativos por mês, atrás do próprio Facebook (2,6 bilhões de usuários), do YouTube (2 bilhões), do WhatsApp (2 bilhões) e do WeChat (1,2 bilhão). 

Como um grande diferencial do aplicativo estão os filtros, que em época de distanciamento social, ganharam um novo e importante papel: uma alternativa lúdica para o dia a dia das pessoas, como uma válvula de escape em um espaço onde se permite criar. Mas não é somente para o usuário final que eles são úteis. 

Muitas empresas e marcas de todos os tamanhos e segmentos estão apostando na funcionalidade para atingir um público ainda maior e engajar os que já são fiéis. Criar filtros que mostrem o nome da sua marca, jogos relacionados ao seu segmento e/ou produto, assim como uma imagem que brinque com o conceito que a empresa acredita, são opções criativas que entram com facilidade no gosto dos usuários. 

“Quando a marca consegue desenvolver um filtro que proporciona uma experiência interessante e relevante para o cliente, o potencial de viralização é enorme. E claro, vale lembrar que é fundamental que a ideia do filtro seja pertinente ao produto e ao posicionamento da marca”, explica Ísis Vasques, diretora executiva da Agência Ecco.

Além dos clientes e fãs da marca, essa ação também funciona muito bem quando o foco é o público interno. Criar algo que desperte o senso de pertencimento e orgulho da equipe, como filtros relacionados aos setores da empresa, pode ser uma poderosa ferramenta de divulgação e engajamento. Pois nada impede que um colaborador seja um potencial consumidor com alto nível de interesse. “Além da visibilidade em si, os filtros por serem um meio de se manter próximo ao público, podem ajudar a divulgar uma causa e até mesmo um posicionamento da organização”, completa Isis.

 

Cada vez mais as marcas estão adotando o marketing de influência em seu plano de comunicação, seja somente um envio espontâneo de press kit ou, de fato, contratando influenciadores e celebridades para espalhar a mensagem sobre seu produto ou serviço.

Digo por experiência própria que este é um trabalho que exige muita pesquisa, estratégia, negociação, briefing, acompanhamento, mensuração de resultados, entre várias outras etapas.

Por isso, trouxe 6 pilares básicos que são infalíveis para ter bons resultados em campanhas com influenciadores:

 

1. Pesquise o nicho e aderência

Entenda o nicho de atuação e a aderência de cada influenciador com a sua marca.

Já pensou, por exemplo, enviar um press kit de hambúrguer congelado bovino para uma pessoa que é vegetariana? Micão, né?

O que nos leva ao próximo tópico.

 

2. Histórico

Este é, sem dúvidas, um dos pontos mais importantes: Pesquise sobre cada influenciador, sua trajetória e possíveis envolvimentos em polêmicas. Se algo não estiver de acordo com os valores da empresa, não siga em frente com essa contratação.

Uma escolha errada pode prejudicar a imagem da sua marca e gerar uma crise.

 

3. Números não são tudo

Já ouvi de alguns clientes: “Só queremos influenciadores com pelo menos 1 milhão de seguidores”. Não adianta ter muitos seguidores, se não tiver engajamento com o público e relevância com a marca ou tema da campanha.

Tenha isso em mente: engajamento e aderência são mais relevantes do que número de seguidores.

 

4. Cocriação

Seguir um roteiro definido ao pé da letra tira a naturalidade, os influenciadores estão se profissionalizando e muitos já falam abertamente com o público sobre o backstage das publicidades, se dedicando para produzir conteúdos mais criativos e eficazes.

Compartilhe com eles os objetivos da ação e dê espaço para que colaborem com o escopo de entregas e com o briefing, afinal, ninguém melhor do que eles pra conhecer seu próprio público.

 

5. Sinalização

Não incentive a publicidade velada, peça que adicionem essa informação nos conteúdos gerados. É de extrema importância se certificar de que você está contratando pessoas que sinalizam patrocínios.

 

6. Tenha tudo em contrato

Por fim, mas não menos importante, deixe tudo o que foi acordado em contrato. Isso traz segurança tanto para a empresa, quanto para o influenciador.

 

Reinvente

Diariamente, as pessoas são impactadas por publicidade em diversos meios. Como a sua campanha pode se diferenciar das demais?

 

Veja alguns dos nossos cases.

 

O conteúdo audiovisual dissemina a mensagem da sua empresa de maneira lúdica e informativa, aproximando os públicos de interesse.

Para a Adirplast (Associação Brasileira dos Distribuidores de Resinas Plásticas e Afins), criamos vídeos que serão compartilhados nos canais da associação para fortalecer sua imagem.

Ao todo, a Ecco produziu sete vídeos, sendo que seis discutem a importância da conscientização no descarte correto do plástico e as ações educativas e sustentáveis que a associação apoia.

Já o sétimo vídeo aborda a importância do plástico na vida cotidiana. Sobretudo em momentos de crise, como a pandemia do coronavírus, em que os EPIs (equipamentos de proteção individual) são feitos a partir de materiais plásticos.

Com esses vídeos, a Ecco ressalta que o plástico não é um vilão contra o meio ambiente, mas sim o seu descarte incorreto.

Confira o conteúdo em nosso canal do YouTube:

 

Durante o período de quarentena, as lives tiveram um aumento vertiginoso. Elas se tornaram uma maneira de artistas e empresas se conectarem com o público e oferecerem uma distração durante os tempos difíceis que enfrentamos.

Além de serem fáceis de fazer, as lives têm baixo custo de execução e aproximam o público. Afinal, o artista está ao vivo com as pessoas, conversando, respondendo mensagens e compartilhando experiências.

Para divertir e ensinar novas técnicas de desenho e lettering, a Ecco promoveu lives nas redes sociais das marcas CiS, POSCA, STABILO e uni-ball. Artistas como Karol Stefanini, Crica Monteiro e Raquel Gorzalka passaram pelas redes sociais das marcas e geraram cerca de 70 mil impactos.

Fomos responsáveis pela estratégia, negociação com influenciadores e divulgação das lives. Está querendo trabalhar com marketing de influência para a sua empresa? A Ecco é especialista, chama a gente pra conversar!

 

Após a pandemia, o mundo não será mais o mesmo.

Por conta do isolamento social, a parcela de pessoas que ainda não estava habituada aos serviços digitais precisou aprender a comprar, realizar transações bancárias, consultas médicas e reuniões de trabalho pela internet.

Portanto, mais do que nunca, é hora de estar no digital.

Depois de conhecer as vantagens e conveniência do trabalho, consumo e comunicação on-line, muitas pessoas devem manter esses hábitos além da quarentena.

Repense sua presença on-line

Se os consumidores alteraram hábitos e aderiram aos meios digitais para quase todas as atividades cotidianas, as marcas também precisam se adequar a este novo momento.

Muitas empresas repensaram a comunicação para dialogar com o público de maneira mais empática, franca e humanizada. E essa valorização do essencial, mesmo que a distância, é uma tendência entre os consumidores.

Mas é claro que não é só o seu discurso que deve se adaptar a este novo momento. Seus canais digitais precisam ser funcionais e fáceis de encontrar. Já o atendimento, cada vez mais ágil.

Quer ajuda para adequar seu negócio aos novos tempos? A Ecco tem experiência em planejamento on-line, produção de sites e comunicação para redes sociais.

Vem trocar uma ideia com a gente!

 

Desde 2013, a Ecco é a agência responsável pela gestão dos canais digitais da STABILO no Brasil. Na época, a empresa não aparecia sequer no top 20 de vendas, mas graças a um planejamento bem estruturado, a marca de tornou um verdadeiro objeto de desejo.

Hoje, o Brasil é líder mundial de vendas dos produtos STABILO e ganhou status de “Love Brand”, em prêmio concedido pela matriz alemã.

As pesquisas pelo termo “STABILO” aumentaram 10 vezes no volume de buscas no Google, superando os principais concorrentes: